quarta-feira, 5 de junho de 2013

É POSSÍVEL PREVER ATIVIDADES SOLARES ? - E terremotos, eventos severos, explosões solares, tempestades geomagnéticas ? - A compreensão de alguns fenômenos que são resultantes de muitas causas é dificílima, aparentemente impossível - Computadores quânticos e sua capacidade de análise - Os ciclos solares maiores, os medianos e os menores - Como as manchas sinalizam a existência de grandes lóbulos magnéticos solares - As previsões do tempo espacial e de fenômenos influenciáveis pelo magnetismo do sol é similar às previsões meteorológicas - Início da pesquisa, análises e estatísticas - Se mesmo sem o auxílio de super-computadores, podemos fazer alguns ensaios de previsão, imagine se for ensinado a eles estes modelos ?


O artigo abaixo foi uma resposta enviada a amigos(as) do Grupo Astropy - Astronomia Paraguai. Também foi publicado no Grupo Ambiente Científico 1 - clique para acessar link sobre a notícia. O assunto relacionava uma notícia sobre computador quântico à pesquisa que estuda o magnetismo solar direto, nos seus ensaios de previsão.


O sol, além de promover o tempo espacial no
 meio interplanetário, também influencia o tempo
meteorológico e o disparo de terremotos
mais fortes aqui na terra. As atividades solares
e estes fenômenos, seriam previsíveis ?
Computadores quânticos, super-computadores e as previsões de fenômenos complexos

Olá Susana e amigos do Astropy !!



FENÔMENOS COMPLEXOS DEPENDENTES DE MUITAS CAUSAS
Tenho procurado entender o raciocínio que você e outros seguem para emitirem suas opiniões. Você está correta quando afirma que prever um determinado fenômeno, dependente de uma série muito grande de causas, é praticamente impossível. Talvez daqui a alguns milhares de anos.


Observei que suas colocações são provenientes da interpretação das afirmações : "previsão das complexas atividades solares" e "previsão dos abalos sísmicos".


SOMENTE ALGUMAS ATIVIDADES SOLARES
Quanto às atividades solares, o sub-titulo : "Os computadores quânticos farão análises das complexas e aparentemente inesperadas atividades solares...." foi o responsável pelo seu raciocínio, pois te induziu a compreender que seria possível prever todas as atividades solares. O sub-titulo estava se referindo a algumas atividades solares, somente. 


OS CICLOS E ALGUNS SEGREDOS DO SOL, JÁ COMPREENDIDOS
Veja como nós(os seres humanos) já compreendemos, mesmo que parcialmente, alguns antigos segredos do sol : Os ciclos maiores, de milhares de anos; os ciclos medianos, de algumas dezenas ou centenas de anos - como o ciclo de Schwabe, de 11.2 anos, o de 22.4 anos, e estudos do ciclo de 40 anos. Há também os ciclos de cem anos, ou mais, como os estudos que intentam prever os mínimos seculares, como o que ocorreu no chamado mínimo de Maunder, de 1645 a 1715. Há inúmeros estudos científicos sobre estes ciclos maiores e medianos. O mais compreendido é o ciclo de Schwabe, já tendo sido provada a sua influência no clima da terra, além de definir maior ou menor número de aparecimento de manchas solares. Como você sabe, estamos entrando no pico máximo do ciclo solar(de Schwabe) 24.

Logicamente, as atividades solares que já compreendemos até hoje, são previsíveis, pois descobrimos as suas variáveis.


OS CICLOS, OU PERÍODOS, MENORES
Agora vamos aos ciclos menores, ou períodos, ou fases, ou como se queira denominar : O primeiro deles foi a descoberta da rotação solar de aproximadamente 27 dias terrestres. Embora Galileu foi quem primeiro observou as manchas (e aparentemente seria fácil para ele deduzir a rotação que o sol faz sobre o próprio eixo), quem, provavelmente, primeiro concluiu a rotação do sol foi David Fabricius e Johannes Fabricius. Não era tão fácil para Galileu e os Fabricius deduzirem o movimento rotacional solar porque o aparecimento de uma mancha que dura mais de 27 dias é muito raro.Também não conseguiam ver com seus telescópios os buracos coronais, estruturas solares que permanecem frequentemente por mais de um mês.


COMO O PERÍODO ROTACIONAL DO SOL PODE EMBASAR ALGUMAS PREVISÕES
Recentemente, outros descobriram a rotação diferencial do sol, que varia, aproximadamente, entre 25 dias no equador e 35 nos pólos. Os buracos coronais foram descobertos, também recentemente, com o advento dos telescópios de rais X. Hoje(30/05/2013), coincidentemente, há um grande buraco (ou furo) coronal bem frontal à terra. Ver no Spaceweather de ontem(29).(na parte inferior da página, e à esquerda) Sabemos que os buracos coronais, quando transitam entre 50 a  80 graus de visualização, mais ou menos, coincide com a chegada de um vento solar acelerado que deixaram escapar dois ou três dias antes. É provável que, pelo tamanho deste buraco, se manterá ativo por mais 27 dias e podemos prever que estará provocando auroras boreais e austrais entre os dias 29 e 30 de junho. Mas, veja bem, são possibilidades baseadas em outras observações. Há outros eventos imprevisíveis no momento que poderão desmantelar este buraco coronal e ele nem aparecer à esquerda do sol em aproximadamente 17 de junho. Olha um exemplo : No dia 8/maio/2009, um buraco coronal estava bem à direita do sol e o vento solar acelerado atingiu a velocidade de 493.5 Km/seg. Observe que 27 dias depois, o mesmo buraco estava na mesma posição e fez com que chegasse nas proximidades da terra um vento na velocidade de....Ops, a estrutura do buraco coronal se desfez antes de 27 dias. Vamos ver, então, quando se desfez : em 28 de maio, ele se desvaneceu. Leia que o analista do Spaceweather previu, em 28/maio, que "A solar wind stream flowing from the indicated coronal hole should reach Earth sometime between June 1st and 3rd", mas se enganou. No próximo dia, em 29/maio/2009, o analista declara que o buraco coronal se desfez : "Yesterday's coronal hole has faded away.". Este erro não significa que prever a chegada de vento solar acelerado na magnetosfera terrestre não seja útil à humanidade. Simplesmente, o fenômeno (o desmantelamento do buraco) ocorreu dentro da possibilidade, digamos, de 30%. (havia 70% de possibilidades do buraco não se desfazer).

Prosseguindo, vamos ver um outro exemplo : em 11/março/2008, um buraco coronal estimulava o vento solar quando transitava aproximadamente a + 50° de longitude heliográfica. A velocidade atingida foi de 645.6 Km/seg. O mesmo buraco coronal, 28 dias depois(devido à rotação diferencial na latitude de aproximadamente 30°), em 08/abril/2008na mesma posição longitudinal, acelerava o vento solar a 722.8 Km/seg. Seria fácil, então, em 11/março, para qualquer analista, sem a ajuda de qualquer computador, observando o tamanho do furo coronal, prever que haveriam grandes possibilidades de ocorrência de auroras nos dias 7, 8 e 9 de abril próximo (e até mesmo o início de tempestade geomagnética fraca). Observe como isto realmente ocorreu nas exposições do Spaceweather do dia 9/abril/2008 !!
Para você saber mais : previsão de auroras para março/2013


AS PREVISÕES DO TEMPO ESPACIAL E DE FENÔMENOS INFLUENCIADOS AQUI NA TERRA
A intenção de citar estes exemplos visa tão somente esclarecer que previsões de medidas solares e fenômenos decorrentes são normais e se assemelham à previsões meteorológicas, nas quais confiamos (porque nos são úteis), embora o seu índice de acerto não ultrapasse 80% para dois dias.


AS MANCHAS SOLARES, SUAS POSIÇÕES LONGITUDINAIS E OS ENSAIOS DE PREVISÃO
Outros fenômenos solares acrescem muito nas possibilidades de se fazer outros tipos de previsão. As manchas solares, por exemplo, não aparecem em locais solares aleatoriamente. Descobri que elas tendem a se manifestar em longitudes heliográficas definidas. Ver em "As manchas solares, as longitudes...." 
Depois também descobri que há vários estudos, na língua espanhola, sobre as manchas solares e suas posições longitudinais tendencialmente definidas.

Ora, se as manchas tendem a aparecer em locais solares definidos, o meu próximo passo foi mapear o sol e criar "longitudes solares dinâmicas", visto que até então não conseguia encontrar sites que tratassem deste assunto. 

Logicamente, se as manchas aparecem em locais definidos, seria possível, então, após o mapeamento de suas posições longitudinais, fazer previsão de maior ou menor probabilidade do aparecimento de manchas solares em uma determinada longitude, e consequentemente, em um determinado dia. Por exemplo, no dia 2/maio/2013 (há 28 dias), a mancha solar 1732 encontrava-se na mesma longitude solar dinâmica(ou um local magnético definido, no sol) que a mancha 1757, de hoje !!


COMO AS MANCHAS EVIDENCIAM IMENSOS LÓBULOS SOLARES MAGNÉTICOS
Estamos progredindo, não é ?!!....Então vamos em frente. O próximo passo foi verificar se havia alguma relação entre os supostos lóbulos magnéticos solares e as manchas. Foi, então, que descobri que quando uma mancha transita entre 310 e 330° de longitude de visualização (ou -50 a -30° convencional) as medidas do campo magnético interplanetário (IMF, em inglês) alteram-se, bem como o seu sentido tende a comutar-se para preferencialmente norte. Btotal e Bz aumentam de valor e Bz, na maioria das vezes, experimenta mudanças abruptas norte e sul, além de outras variações. Para saber mais sobre as componentes do IMF, acesse esta página, item 1-3 (em Ambiente Científico 3) 

Se era possível prever onde(longitude solar) e quando(dia, segundo rotação solar), então fiquei fascinado diante da possibilidade de prever as variações magnéticas no sol e consequentemente no campo magnético interplanetário. Não conheço trabalhos científicos que expliquem satisfatoriamente o porquê destas variações, mas devem existir....

Estamos nos aproximando do estágio atual da pesquisa que realizo : a causa do aparecimento de manchas solares em longitudes tendencialmente definidas é a existência dos lóbulos solares magnéticos, pertencentes a pólos horizontais do magnetismo geral do sol. Pelo que conheço, não existem magnetômetros super-sensíveis  que executem medidas das linhas magnéticas do magnetismo geral do sol, aqui na terra ou em suas proximidades. Na verdade, as medidas do CMI reproduzem, provavelmente, as medidas do magnetismo direto do sol. Ou, em outras palavras : o campo magnético interplanetário que se observa e que se estuda atualmente é proveniente das medidas magnéticas das partículas do vento solar e das ejeções de massa coronal (EMC, em português e CME, em inglês)


O INÍCIO DA PESQUISA E A COMPROVAÇÃO ESTATÍSTICA
O início da pesquisa, em 2006, cogitava a existência destes lóbulos através da observação de um provável ritmo na concentração de maiores índices pluviométricos e de um maior número de eventos severos em todo o mundo. Ler "O Sol Pulsa e a Terra Respira" Estes ritmos seriam aproximadamente de 3.4 dias. As análises de observações anotadas em anos anteriores sinalizam que este fenômeno realmente acontece. A pressuposição de que as variações do campo magnético interplanetário (CMI, em português) intensifiquem a formação de nuvens decorre do fato conhecido de que a eletricidade participa na formação de nuclídeos onde aderem moléculas de água, ou seja, cargas eletrostáticas intensificadas dinamizariam a formação de gotículas e de nuvens. Mas como isso pode acontecer se as linhas de força do campo magnético do sol chegam até a terra super atenuadas ? A resposta a esta pergunta está por vir, mas já há hipóteses apresentadas. O importante é a constatação estatística de que o magnetismo solar direto (direto das linhas magnéticas do magnetismo geral do sol e não das partículas magnetizadas do vento solar) interfere nos processos pluviométricos. Há muito o que se aperfeiçoar neste sentido.


CORRELAÇÃO COM O DISPARO DE TERREMOTOS MAIS FORTES
A correlação entre as variações do campo magnético interplanetário e os terremotos é relativamente recente. Creio que desde 4 anos venho observando fenômenos isolados, mas só recentemente comecei a estudar a possível interferência do magnetismo direto do sol com o disparo de terremotos mais fortes. Por enquanto, os estudos sinalizam que existe esta correlação. Ler os quatro artigos sobre estudos de terremotos desta lista


CONCLUSÃO
Enfim, Susana, percebe como é possível, mesmo sem o auxílio de super-computadores, prever algumas variações magnéticas e eventos no sol, bem como suas possíveis interferências em fenômenos meteorológicos e terrestres ? E depois destes estudos serem aperfeiçoados e forem criados modelos para programarem computadores quânticos, a que nível de acerto nas previsões poderíamos chegar ?!!

Ficou tão grande e detalhada a minha resposta, que merece ser transformada em artigo, posteriormente. Obrigado pelo seu incentivo !!

Grande abraço a você e a todos do Astropy !!

Luiz Spinola
, maio/2013

Por favor, se você ou sua instituição, iniciar ou redirecionar pesquisa inspirada nesta, direta ou indiretamente, compartilhe conhecimentos e créditos. Entre em contato.

Se você copiar e divulgar o conteúdo desta página, por favor, inclua o link da fonte.

Conheça mais sobre esta pesquisa em TODOS OS ARTIGOS, TRECHOS E....


Para acessar os links para outros blogs e receber mais rapidamente as atualizações da pesquisa sobre o magnetismo solar direto e, se desejar, participar mais ativamente (a pesquisa é conjunta e aberta na internet), inscreva o seu email no Grupo Ambiente Científico 1




 


HALL DE ENTRADA DOS GRUPOS-AMBIENTE - PARTICIPE !!
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/hall-de-entrada-dos-grupos-ambiente-em_16.html
Os Grupos-Ambiente segmentam os assuntos dos diversos ramos do conhecimento para incentivar a participação e facilitar o acesso de pesquisadores


HALL DE ENTRADA DOS BLOGS-AMBIENTE  - VISITE e COMENTE !!
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/hall-de-entrada-dos-blogs-ambiente.html
Um blog relacionado a cada grupo para conter as melhores postagens !!


LISTA ATUALIZADA DOS GRUPOS E BLOGS-AMBIENTE
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/lista-atualizada-dos-grupos-ambiente-em.html
Cadastre o seu email nos grupos que mais gostar !! E participe !,


AMBIENTE PREVISÕES SOL-TERRA
http://ambienteprevisoes.blogspot.com
Ensaios de previsões muito antecipadas de eventos severos, de terremotos e de erupções vulcânicas - Inédita pesquisa sobre o magnetismo solar !!


CONTRIBUIÇÕES TRANSPARENTES
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2010/10/pagina-de-contribuicoes-transparentes.html
Participe nos Blogs e Grupos-Ambiente colaborando financeiramente com seus colaboradores e projetos.
Desta forma você também ajuda a CONSTRUIR UMA NOVA HUMANIDADE !!


Contato
http://ambienteinfoera.blogspot.com/2011/10/contato-como-se-comunicar-com-os.html
Email, endereço, telefones atualizados 

2 comentários:

  1. Partilho as previsões de Aline, da Cidade das Pirâmides, para o ano de 2013. Impressionante como ela acertou!São três programas imperdíveis. Confira http://youtu.be/hJV1qZWTtF0 . Caso desejarem visitem também o Blog:
    http://deolhonomundoblog.wordpress.com/ Abraços.

    ResponderExcluir

  2. Como pesquisador independente, faço lembrar que esta pesquisa tem intenção científica, porém, como seus resultados são tremendamente inesperados, observo que cientistas e espiritualistas se relacionam a ela, de alguma forma.
    Mas o que é ciência ?....Um cientista, acadêmico ou livre, não pode ter este cognome se não admitir todas as possibilidades. Nunca um verdadeiro cientista irá desacreditar e ir contra quaisquer formas de crença, desde que ele mesmo crê em suas hipóteses, além de que deve perceber que o raciocínio da verdade lhe sussurra nos ouvidos constantemente, embora muitos tentam se esquivar deste sutil chamado : "Deus é a mais estupenda das possibilidades"

    ResponderExcluir

COMENTE SOBRE ESTA PESQUISA !!

VOCÊ PODE FAZER UMA SOLICITAÇÃO

VOCÊ PODE COMENTAR COMO ANÔNIMO,
MAS OS COMENTÁRIOS SERÃO MODERADOS

PARTICIPE !!